Livro Direito, Complexidade e Meio Ambiente: olhares para a contemporaneidade

Por João Luis Nogueira Matias (Coordenador do Curso de Mestrado em Direito da UNI7)

O e-Book que se apresenta, “Direito, complexidade e meio ambiente:
olhares para a contemporaneidade
”, é expressão das pesquisas desenvolvidas no Ecomplex, grupo de pesquisa coordenado pela Professora Doutora
Germana Parente Neiva Belchior, do Centro Universitário 7 de Setembro – UNI7, que completa 04 (quatro) anos de atividades.

A obra diz muito sobre o dinamismo das atividades desenvolvidas no
Ecomplex, a partir da provocação de sua coordenadora, pesquisadora dedicada às temáticas do Direito Ambiental e do Ensino Jurídico, que muito tem se destacado nas atividades de ensino, pesquisa e extensão no Curso de Mestrado em Direito e na graduação do Curso de Direito da UNI7.

O livro é organizado pela professora Germana, juntamente com Iasna Viana, que é mestra em Direito pela UNI7, o que reforça o compromisso acadêmico e a integração realizada entre graduação e o nosso Curso de Mestrado.

Compõe-se de textos de diversos autores do Brasil e do exterior, professores consagrados, jovens professores e estudantes, membros do grupo e convidados, convocados amplamente por meio de edital.

Continue Lendo “Livro Direito, Complexidade e Meio Ambiente: olhares para a contemporaneidade”

Publicação nos Anais do 23º Congresso Brasileiro de Direito Ambiental

As pesquisadoras do grupo Ecomplex, Iasna e Liliane, defenderam o trabalho “O acesso à água e a sustentabilidade”, feito em coautoria com a profa. Germana Belchior no 23° Congresso Brasileiro de Direito Ambiental, intitulado “30 anos da Constituição Ecológica: desafios para a governança ambiental”, realizado nos dias 27 a 30 de Maio em São Paulo – SP pelo Instituto Instituto O Direito por um Planeta Verde.

Sobre o artigo publicado nos Anais do evento:

A água é um dos recursos naturais fundamentais para a vida e para o
desenvolvimento de diferentes atividades humanas. Em razão da exploração e contaminação dos recursos hídricos e, ainda, do aquecimento global, tais recursos são colocados em ameaça. Percebe-se que sua capacidade de regeneração, muitas vezes, não é suficiente diante da utilização excessiva. De tal forma, a problemática se dá quanto à realização do que seja possível no sentido de se conservar a água e do que seja suficiente para mitigar o uso excessivo e sua crescente escassez.

Continue Lendo “Publicação nos Anais do 23º Congresso Brasileiro de Direito Ambiental”